| Publicado em: 08/06/2016

Cipa é fundamental para evitar riscos à saúde e ao meio ambiente

O cipeiro é um companheiro chave também na luta pelo meio ambiente. Essa foi uma das principais conclusões dos trabalhadores que apontaram as medidas para garantir a saúde dos trabalhadores e do meio ambiente, durante o Seminário Meio Ambiente e Trabalho, realizado na subsede de Cotia, no sábado, 4.

“O cipeiro tem de ser atuante para denunciar os patrões, para estar junto, fiscalizando, ajudando. A gente tem de ficar esperto”, foi o recado de um companheiro da Rossini, um dos trabalhadores que lotaram a subsede para o seminário.

A palestra do técnico em saúde e segurança e assessor da Força Sindical, Rogério de Jesus, deixou clara a relação estreita que existe entre o trabalho na indústria metalúrgica e o meio ambiente. Agentes químicos, ruído, calor são fatores que modificam o ambiente e também afetam a saúde dos trabalhadores.

bbblbbbr
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (92).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (18).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (47).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (119).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (208).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (9).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (56).jpg
seminario_meioambiente_metroviche_04-06-16 (66).jpg

O trabalhador deve ficar de olho e não se intimidar, mesmo neste momento de crise econômica. “O risco é a gente pensar mais em gerar empregos do que em preservar direitos”, alertou Rogério.

Para que os trabalhadores cobrem e fiscalizem as condições de trabalho, Rogério explicou aos trabalhadores as garantias que orientam o trabalho do cipeiro e do Sindicato. Uma delas é que ambos devem acompanhar a fiscalização de acidentes de trabalho.

Todas as informações fortaleceram os trabalhadores para luta. “O que me incentivou a vir pela primeira vez ao seminário é que o Sindicato dá muita informação sobre leis e direitos. Ter o Sindicato comigo faz valer o direito do trabalhador”, explicou uma cipeira de Itapevi.

Também participaram do encontro o presidente da Abrea, Eliezer João de Souza, que explicou riscos provocados pelo amianto, e o médico do Sindicato, Paulo Eduardo Moura, que lembrou aos trabalhadores sobre a importância do cuidado com a água, fundamental para o ser humano e para a economia.

© 2015 · Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região. Todos direitos reservados.

Rua Erasmo Braga, 307 - CEP 06213-008 - Presidente Altino, Osasco - SP - Brasil - Fone (11) 3651-7200 / Whatsapp (11) 96078-0209