FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Brasil na contramão do Trabalho Decente

Por Auris Sousa | 27 out 2017

O jornal O Estado de S. Paulo publicou, na segunda-feira, 23, que uma instituição universitária, criada pelo deputado Bonifácio de Andrada (PSDB), relator da segunda denúncia contra Michel Temer, recebeu mais de R$ 11 milhões do governo federal por meio de empréstimos e financiamentos para estudantes, somente em 2017. Bonifácio emitiu parecer na Comissão de Constituição e Justiça, rejeitando a denúncia. O relatório será votado no plenário da Câmara nesta quarta-feira, 25.

É este o nível das discussões que buscam salvar o mandato do presidente, o que, a julgar pela leitura que vemos na imprensa, tem dado certo. E o balcão de negócios não tem parâmetro moral nem histórico. É o que vemos na portaria que mexe nas regras para autuação das empresas surpreendidas praticando trabalho escravo. O governo Temer se apoia em sua impopularidade para ir às últimas consequências para ter o apoio do empresariado do campo e da cidade, virando as costas para a população, sobretudo para as políticas que garantem o enfrentamento da exploração e o Trabalho Decente.

Faz valer o desejo patronal de exploração. Desejo que vemos cada vez mais presente nas negociações da nossa Campanha Salarial, em que os patrões, especialmente os do setor de autopeças, fazem pressão para acabar com as garantias previstas na nossa Convenção Coletiva. Querem aplicar a precarização em todos os níveis, em todas as categorias, para todos os trabalhadores.  Não vamos permitir! Vamos resistir!            

Jorge Nazareno

Presidente do Sindicato dos

Metalúrgicos de Osasco e Região

jorginho@sindmetal.org.br