FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Casos de Covid-19 assustam companheiros de quatro fábricas em Cotia e Vargem Grande; Sindicato aciona fiscalização

Por Auris Sousa | 02 jun 2020

Temendo a proliferação da covid-19, metalúrgicos da Foxwall, Kitframe, WR e Multivisão, da região de Cotia, entraram em contato com o Sindicato para pedir ajuda no combate ao vírus nas fábricas. A diretoria buscou diálogo com cada uma das empresas e acionou fiscalização imediata para avaliar a dimensão do problema.

Durante reunião com as empresas, os diretores do Sindicato questionaram as denúncias feitas pelos companheiros. Exigiu readequações e adoção de medidas para preservar a saúde dos trabalhadores, como suspensão do ponto na hora do almoço e reforçar a orientação de cuidados individuais e coletivos para evitar ainda mais contaminação. Diretor

“Exigimos providências imediatas da gestão destas metalúrgicas para conter a proliferação do vírus. Além disso, pedimos para cada uma delas apresentar o plano de ação, envolver a CIPA nesta questão e acionamos a vigilância epidemiológica e a Justiça do Trabalho”, explicou o diretor do Sindicato, João Batista.

Em assembleia na Kitframe, diretor João Batista reforçou as medidas que devem ser tomadas pela empresa e trabalhadores para barrar o avanço do coronavírus

A preocupação dos trabalhadores não é em vão. Na Kitframe, por exemplo, um companheiro morreu em decorrência do novo coronavírus. Ele estava em isolamento social, quando teve uma parada cardíaca e não resistiu. Na Kitframe, tem mais trabalhadores com os sintomas e os mesmos estão afastados.

Na WR, a situação não é nada boa. Ao todo 13 companheiros estão afastados por terem apresentado os sintomas ou por terem tido contato com alguém que apresentou os sintomas. Um dos companheiros já testou positivo para a covid-19, os demais ainda não fizeram o teste.

Já na Multivisão, dois trabalhadores testaram positivo para covid-19 e há outros afastados por estarem com os sintomas da doença. O Sindicato verificou algumas irregularidades na empresa, entre elas, a falta de álcool em gel para uso de todos os trabalhadores.

Na Foxwall, também tem trabalhadores afastados com os sintomas. 

A diretoria do Sindicato se solidariza com a dor dos amigos e familiares do companheiro que perdeu a vida, também torce para que os trabalhadores que estejam com a doença confirmada e àqueles que já apresentaram os sintomas se recuperem logo.  

Redobrar os cuidados

Ainda que a gestão das empresas não faça sua parte, todos podem e devem contribuir para evitar a propagação do vírus com a atenção às recomendações do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial de Saúde) de evitar aglomerações, manter distanciamento de outras pessoas, usar máscara, lavar sempre as mãos e usar álcool em gel, entre outros.

Nesta luta, a CIPA é fundamental para cobrar da empresa a adoção de medidas e o cumprimento das normas para proteger a saúde de todos os trabalhadores. Também é responsabilidade dos membros da CIPA orientar os trabalhadores sobre seus deveres em relação a saúde e segurança.

“Orientamos os trabalhadores a redobrarem a atenção em relação às medidas de controle contra o contágio e proliferação do novo coronavírus. Caso encontrem alguma irregularidade, denuncie ao Sindicato”, reforçou o diretor João.

Além de falar direto com um dos diretores, você pode denunciar imediatamente também pelo WhatsApp do Sindicato no (11) 9 6078-0209, de forma anônima. Este canal também está aberto para você tirar dúvidas e receber informações diárias sobre direitos, saúde e segurança e muito mais.  

Saiba como agir para evitar a covid-19: