FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Centrais divulgam calendário de luta em defesa das aposentadorias

Por Auris Sousa | 23 jul 2019

As centrais sindicais decidiram na sexta-feira, 18, durante reunião reforçar as mobilizações para ampliar a unidade e fortalecer a luta em defesa das aposentadorias. Para isso criaram um calendário de mobilizações e lutas.

As ações vão ganhar força entre os dias 6 e 13 de agosto. No primeiro, é quando a Câmara dos Deputados poderá iniciar a votação em 2º turno da proposta de reforma da Previdência. Já no dia 13, as centrais organizam um novo Dia Nacional de mobilização, paralisações, protestos nas cidades e locais de trabalhos de todo o país.

Veja alguns avanços já conquistados com a luta dos trabalhadores:

Além de derrubar mudanças na concessão do FGTS, a luta dos trabalhadores também tirou o sistema de capitalização do texto. A mobilização garantiu ainda a queda do tempo mínimo de contribuição de 20 para 15 anos, para mulheres e homens. Bem como a queda de 40 para 35 anos do tempo de contribuição para as mulheres terem direito a 100% do valor da aposentadoria.

A luta não para – A batalha, agora, é principalmente pela alteração no cálculo do benefício. Isso porque o plenário manteve a regra que deixa o valor da aposentadoria menor. Ela considera a média de todas as contribuições feitas pelo trabalhador ao longo de sua vida. Atualmente, são levados em conta apenas as 80% maiores contribuições, e as 20% menores são tiradas da conta, o que ajuda a melhorar a média.

Calendário de mobilizações e lutas:

* 06 de agosto, Dia de mobilização nos Estados e em Brasília (data provável para iniciar/concluir votação do projeto em 2o turno na Câmara dos Deputados).

* 13 de agosto, Dia nacional de mobilização, paralisações, protestos e manifestações, com atividades nas cidades, nos locais de trabalho e atos unificados.

* 13 de agosto, participar e fortalecer a Marcha das Margaridas, Brasília.

* Atividades de mobilização para os dias 06 e 13 de agosto:

– 19 a 26 de julho, semana de mobilização nos locais de trabalho, nos ramos, cidades e estados, preparando os eventos dos dias 06 e 13 de agosto nas bases e a participação na Marcha das Margaridas.

– 29 de julho e 02 de agosto, semana nacional de coleta de assinaturas no abaixo-assinado e aumentar a pressão nas bases dos parlamentares.

– 05 a 12 de agosto, semana de atuação na Câmara dos Deputados frente ao 2o turno da votação.

* Apoiar a mobilização em defesa do SUS, 05/08, Brasília.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #Retro 2019