FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Com 3.416 mortes por covid-19, quarentena em SP é prorrogada até 31 de maio

Por Auris Sousa | 08 maio 2020

O Estado de São Paulo concentra uns dos piores números da sua história: de mortes e casos em decorrência do covid-19. Já são 3.416 mortes e 41.830 casos confirmados. Os dados levaram o governo estadual a anunciar nesta sexta-feira, 8, a prorrogação da quarentena até  31 de maio. Com a decisão, permanecem autorizados a funcionar apenas serviços essenciais.

Distanciamento social é uma das principais medidas para conter o avanço do novo coronavírus

“Na região metropolitana [registramos] um aumento de 760% em apenas 30 dias. Em um mês, 760%. Estamos todos atravessando o pior momento desta pandemia. Só não reconhece, vê, percebe, aqueles que estão cegos pelo ódio ou pela ambição pessoal. Autorizar o relaxamento agora seria colocar em risco milhares de vidas, o sistema de saúde e, por óbvio, a recuperação econômica”, afirmou o governador João Doria (PSDB).

De acordo com balanço estadual divulgado na quinta-feira, 7, as UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) do estado de São Paulo operam com taxa de ocupação de 70%. Na Grande São Paulo, a lotação é ainda maior: 90% dos leitos deste tipo estão ocupados na região metropolitana.

Ampliação do Rodízio na capital

A Prefeitura de São Paulo vai implementar um rodízio de carros ampliado e mais restritivo em toda a cidade a partir de segunda-feira, 11. A medida, que é adotada para manter o isolamento social, foi anunciada na quinta, 7, e publicada em decreto no Diário Oficial nesta sexta, 8.

Na segunda, só poderão circular na cidade de São Paulo veículos com placa final impar. Na terça, 12, placa final par, e assim sucessivamente.

Leia também: