FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Com protestos nas fábricas, Centrais unificam luta contra ameaças

Por Cristiane Alves | 22 nov 2016

A sexta-feira, 25, vai ser de muita mobilização nas fábricas da região e também em todo o país. Vamos participar do Dia Nacional de Lutas pelos Direitos, organizado pelas centrais sindicais – Força Sindical, CUT, UGT, NCST, CTB, CGTB e Conlutas. 

Mais uma vez, as centrais unificam a luta para combater a ofensiva contra os direitos dos trabalhadores, que está na pauta prioritária do governo Temer, com medidas como a PEC 55 (Proposta de Emenda à Constituição), a terceirização e as reformas da Previdência e Trabalhista. A PEC está no Senado e deve ir a votação nos próximos dias, colocando fim a política de valorização do salário mínimo e reduzindo verbas para Saúde e Educação, por 20 anos. “Vão ser manifestações amplas e fortes, envolvendo várias categorias, como metalúrgicos, químicos, portuários, construção civil, entre outras”, informa o diretor Everaldo dos Santos, que participou da reunião de organização, na Força Sindical, na sexta-feira, 18.

E o governo conta com a ajuda de decisões como a do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes que deu liminar favorável a extinção das Convenções Coletivas enquanto durarem as negociações para sua renovação.

Na nossa região, haverá protestos nas portas de várias empresas. Às 11 horas, haverá um ato em frente à Superintendência do INSS, no Viaduto Santa Ifigênia, em São Paulo. Participe.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #Retro 2020