FIQUE SÓCIO!
Campanha Salarial 2018
COMPARTILHAR

Começa a mobilização pelos direitos da Convenção Coletiva

Por Cristiane Alves | 19 jul 2018

Os metalúrgicos de Cotia e de Vargem Grande Paulista, na quarta-feira, 18, e de Barueri, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, na quinta-feira, 19, deram o pontapé inicial na luta em defesa dos direitos da Convenção Coletiva, na Campanha Salarial 2018. Eles foram os primeiros a entrarem na mobilização puxada pelo nosso Sindicato para deixar claro aos patrões: não vamos aceitar retrocesso em direitos. 

Estão mobilizados metalúrgicos de empresas como Alvenius, New Oldany, Multivisão, Tup Tec, Feva, Kone Cranes, Jas, Adelco, Ascoval, Regsa, Unifielster, Arim, Taboca, entre outras.

A pressão é fundamental para pressionar os patrões a renovarem os direitos da Convenção Coletiva, até a data-base, que é em 1º de novembro. Caso contrário, todos os direitos estarão sob ameaça. Isso porque acabou a ultratividade dos acordos coletivos, ou seja, os acordos não valem enquanto durarem as negociações, terreno aberto para aplicação da reforma trabalhista. “O governo vendeu a reforma trabalhista como modernização, mas o fato é que ela vai provocar retrocesso em direitos. Por isso a luta se faz cada vez mais importante e necessária”, defende o presidente do Sindicato, Jorge Nazareno.

O Sindicato também faz o chamado aos trabalhadores para que compareçam aos seminários de organização que acontecem neste sábado, 21, a partir das 9h, na sede e na subsede de Cotia e na sede, em Osasco.