FIQUE SÓCIO!
Comissão Municipal da Verdade de Osasco
COMPARTILHAR

Comissão Municipal da Verdade de Osasco, em São Paulo, começa a funcionar

Por Auris Sousa | 22 ago 2014

Foi criada, oficialmente em Osasco, na Grande São Paulo, pela lei nº 4.650, assinada pelo prefeito Jorge Lapas, a Comissão Municipal da Verdade local.

A assinatura da lei foi no dia 19/08 e já na quinta-feira, 21/08, os sete membros da Comissão – Dr. Albertino de Souza Oliva, Luciano Jurcovichi Costa, Jorge Nazareno Rodrigues, Murilo Leal Neto, Antônio Carlos C. Roxo da Mota, Dr.Aparecido José Dias e Maria José Favarrão – tomaram posse em solenidade no Espaço Cultural Grande Otelo.

A CMVO poderá contribuir com a Comissão Nacional da Verdade (CNV) na apuração das violações de Direitos Humanos ocorridas durante a Ditadura Militar.

Sobre a criação da CMVO, o professor da Faculdade de Saúde Pública da USP e membro da Comissão da Verdade da Associação Paulista de Saúde Pública, Carlos Botazzo,aplaudiu a criação da Comissão e afirmou que  que “a Comissão poderá contribuir em muito com a CNV, para o esclarecimento da luta contra a tirania em nosso pais”, afirmou.

Segundo ele, “em Osasco, se localiza a Guarnição de Quitaúna e o 4º Regimento de Infantaria (RI), onde serviam Lamarca, Darcy, Mariane e Zaniratto. Nos quarteis da cidade também foram recrutados agentes da Operação Bandeirantes-Doi-Codi, como os capitães Albernaz, Maurício e Roberto Pantuskas – o capitão-bíblia, além dos torturadores Damasceno, Feitosa, Noemio e outros”, afirmou.

Botazzo, que também é membro da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária, enfatizou que lembrou que “tudo isso será objeto das investigações da Comissão, bem como a identificação de locais de massacre como o 4º RI, os GCans 40 e 90 e a boate Querosene, onde foram furados os olhos e arrancadas as unhas de Eduardo Collen Leite, o Bacuri”. [Fonte: Comissão da Verdade da Reforma Sanitária/Link: http://noticias.cvrs.fiocruz.br/?p=620]