FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Contra Coronavírus, companheiros da Spaal e da Zona Sul sairão de licença remunerada

Por Auris Sousa | 25 mar 2020

Após negociação com o Sindicato, Spaal e Zona Sul, região de Taboão da Serra, vão conceder licença remunerada aos trabalhadores. Apresentadas nesta quarta-feira, 25, as propostas foram aprovadas em assembleia pelos companheiros. O objetivo é proteger os metalúrgicos, diminuir a circulação de pessoas nas ruas e combater o avanço do coronavírus no país.

Diretor Marcelo explica proposta de licença remunerada aos trabalhadores da Spaal

A Spaal irá paralisar as atividades a partir desta quinta-feira, 26, até 15 de abril. “Nesse momento, este foi o caminho encontrado e construído para salvaguardar a saúde dos trabalhadores e seus familiares, num momento onde é tido como decisivo para evitar o colapso do sistema de saúde”, explica o diretor Marcelo Mendes.

Na Zona Sul, a produção ficará paralisada entre os dias 26 de março e 27 de abril. “Os trabalhadores terão todos os seus direitos assegurados e ainda estarão protegidos, cada um na sua casa”, avalia o líder sindical Fabio Fabrício.

Em Osasco, na Construmont, os trabalhadores aprovaram na terça-feira, 24, em assembleia, férias coletivas, a partir de segunda-feira, 30. “Neste período, o emprego está garantido e os trabalhadores protegidos contra o coronavírus”, enfatiza o diretor Edson Cogo.

Férias coletivas na Construmont vai começar a partir de segunda-feira, 30

Outras empresas da região também já adotaram medidas para barrar o avanço da pandemia, como Cinpal, Meritor, Grupo Elubel e Engrecon. Nesta última, a antecipação das férias saiu depois que os companheiros entraram em greve.

Leia também: