FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Entregadores de aplicativos pedem apoio da população para paralisação nacional

Por Auris Sousa | 30 jun 2020

Sem direito à quarentena e sujeitos à informalidade, os entregadores de aplicativos organizam uma paralisação nacional marcada para esta quarta-feira, dia 1º de julho. Os trabalhadores exigem melhores condições de trabalho e a suspensão de bloqueios arbitrários realizados frequentemente pelas empresas como Rappi, Ifood, Loggi e UberEats. 

Medidas protetivas contra roubos e acidentes, assim como o pagamento adequado por quilometragem percorrida são outras demandas apresentadas. 

Uma estudo recente feito pela Remir Trabalho (Rede de Estudos e Monitoramento da Reforma Trabalhista) da Unicamp mostrou que a pandemia do coronavírus precarizou ainda mais o trabalho dos profissionais.

Com o aumento da demanda de entrega por delivery, eles passaram a trabalhar mais horas. Custos com equipamentos e materiais de prevenção à contaminação pela covid-19 também pesaram ainda mais no bolso dos trabalhadores informais.

Como você pode ajudar?

Por meio das redes sociais, os entregadores estão usando a #ApoieoBrequedosApps para orientar a população sobre como se solidarizar ao movimento por condições mais dignas de trabalho.

Além de não pedir comida pelos aplicativos, os trabalhadores orientam a avaliar os apps negativamente e compartilhar a greve nas redes sociais. [Fonte: Brasil de Fato]