FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Força Sindicato critica aumento da taxa de juros: “decisão equivocada”

Por Auris Sousa | 28 out 2021

O aumento de 1,5 ponto percentual na taxa de juros, anunciado na quarta-feira, 27, pelo Banco Central, foi criticado pela Força Sindical, que considera a “decisão equivocada”. Em nota oficial, a central destaca que o “Banco Central prejudica ainda mais, a já fragilizada economia do nosso país e só beneficia banqueiros e especuladores.”

Com o anúncio, a taxa básica de juros da economia passa de 6,25% para 7,75% ao ano, e atinge o maior patamar em quatro anos. A elevação de 1,5 ponto percentual de uma só vez é a maior desde dezembro de 2002, quando a Selic subiu 3 pontos percentuais.

Leia a nota da Força Sindical na íntegra:

A Força Sindical considera um grave erro a decisão dos membros do Copom (Comitê de Política Monetária) de aumentar a taxa de juros. Com esta decisão equivocada, o Banco Central prejudica ainda mais, a já fragilizada economia do nosso país e só beneficia banqueiros e especuladores.

É muito importante ressaltar que o aumento da taxa de juros tem se mostrado, ao longo do tempo, um instrumento muito perverso e pouco eficaz no combate à inflação, encarece o crédito para consumo e para investimentos, causa mais desemprego, queda de renda, piora o cenário da economia. E mais, concentra cada vez mais renda nas mãos de banqueiros e especuladores financeiros.

A crise é dolorosa para os trabalhadores, que, além de sofrerem com o flagelo do desemprego, amargam alta taxa de juros e a redução nefasta dos seus diretos e de sua proteção social.

Defendemos que a resposta para a crise é o governo retomar a política de redução da taxa de juros e um projeto de desenvolvimento sustentável com geração de empregos, redução da desigualdade social, combate à pobreza e distribuição de renda.

Assina:

Miguel Torres

Presidente da Força Sindical

Leia também:

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #

Tradutor - Translator -Un Traductor