FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Garantido reajuste para metalúrgicos do Grupo 3 (Sindipeças, Sindiforja e Sinpa)

Por Auris Sousa | 13 nov 2019

TAGS

Depois de uma intensa negociação e mobilização da categoria, os metalúrgicos que trabalham em fábricas do Grupo 3 (Sindipeças, Sindiforja e Sinpa) encerram a Campanha Salarial com vitória. Isto porque conquistaram 3% de reajuste salarial, com aumento real, que deverá ser aplicado em janeiro de 2020, A luta também garantiu pisos corrigidos pelo mesmo reajuste do salário e a manutenção dos direitos da Convenção Coletiva, que são superiores à legislação.

Vale destacar a manutenção de importantes cláusulas sociais, como a que proíbe o trabalho insalubre para gestantes e lactantes e a que obriga as homologações serem feitas no Sindicato.

A campanha é unificada entre os 53 sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos, representando cerca de 800 mil trabalhadores, com data-base em novembro, em todo o Estado de SP.

Abono de 6%

Graças a atuação dos sindicatos na mesa de negociação o pagamento, os trabalhadores do Grupo 3 (Sindipeças, Sindiforja e Sinpa) vão receber 6% de abono, em duas parcelas de 3% cada, a serem paga até 29 de novembro de 2019 e até 20 de dezembro de 2019. Caso a empresa opte por aplicar o reajuste retroativo a 1º de novembro, ela não precisará pagar os abonos.

Conforme aprovado em assembleia, que aconteceu em 8 de novembro de 2019, na sede do Sindicato, o acordo também estabelece uma contribuição assistencial dos trabalhadores beneficiados pela Convenção Coletiva a ser utilizada na luta do Sindicato na manutenção dos serviços e negociação coletiva em favor da categoria. As empresas devem descontar 4%, em três vezes (1,5%, 1,5% e 1%), nas folhas de novembro, dezembro e fevereiro de cada trabalhador, sócio e não sócio do Sindicato.

Contribuição – O trabalhador pode se opor a esse desconto, no prazo de 15 dias (de 13 de novembro a 27 de novembro de 2019), a partir da data de assinatura do acordo. Para isso, deve comparecer pessoalmente à sede do Sindicato (r. Erasmo Braga, 307, em Presidente Altino, Osasco) ou à subsedes de Taboão da Serra (r. Ribeirão Preto, 397 – Vila Iasi) para entregar uma declaração escrita a próprio punho.

A negociação da campanha salarial é feita pelo Sindicato em defesa da categoria. A contribuição de assistência na negociação coletiva e a participação de todos nas atividades do Sindicato fortalecem a entidade para a luta.

Contribua!

Mais acordos – Além do Grupo 3, já foram fechados acordos com o Grupo 2 (Sindimaq e Sinaees), Sicetel, Siescomet, Simefre, Sinafer e Fundição. Nestes acordos, além da cláusula econômica, foram renovadas também as cláusulas sociais, garantindo a Convenção Coletiva.

A meta agora é levar o acordo a todos os setores da base. As negociações continuam com os demais grupos patronais, junto com a comissão da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo. Os acordos já aprovados seguirão como parâmetro, Para isso as mobilizações nas fábricas dos setores que ainda não apresentaram proposta serão intensificadas.

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #17