FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Governo quer acabar com 90% das normas de segurança

Por Auris Sousa | 23 maio 2019

Parece “Fake News”, mas não é. Apesar do Brasil ser um dos países onde os trabalhadores mais se acidentam, o governo federal quer acabar com as normas de segurança do trabalho no país. A ideia é reduzir em 90% as normas vigentes. O anuncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), em 13 de maio nas redes sociais.

“Governo federal moderniza as normas de saúde, simplificando, desburocratizando, dando agilidade ao processo de utilização de maquinários, atendimento à população e geração de empregos”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter.

O Brasil registra, em média, um acidente de trabalho a cada 43 segundos. A cada 3 horas e 43 minutos, um trabalhador morre. Os dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, criado pelo Ministério Público do Trabalho em parceria com a Organização Internacional do Trabalho.

Risco imediato – O principal alvo do governo é a NR 12, que regula medidas de proteção coletivas a serem aplicadas em máquinas e equipamentos, justamente os principais causadores de acidentes de trabalho no Brasil.

Em 2017, o Sindicato analisou 94 acidentes ocorridos nas metalúrgicas da região, entre maio de 2010 e maio de 2016. Várias foram as consequências desses acidentes, sendo as mortes responsáveis por 20,2% do total. O destaque das consequências mais frequentes ficou para fraturas/lesões representando 33,0%, seguidas pelas amputações, 31,9%, as queimaduras, 12,8% e 2,1% representados por invalidez permanente.

“Com este estudo, podemos concluir que os acidentes de trabalho continuam acontecendo, principalmente por falta e/ou deficiência de prevenção no ambiente de trabalho”, destaca a Pesquisa.

Leia também: