FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Imprudência: Bolsonaro pede retorno do comércio e das aulas

Por Auris Sousa | 25 mar 2020

Em pronunciamento, em cadeia nacional, Bolsonaro menosprezou, mais uma vez, a gravidade da covid-19, chamando-a de “gripezinha” e “resfriadinho”. O pronunciamento aconteceu na noite desta terça-feira, 24.

Bolsonaro também culpou a imprensa de “espalhar a sensação de pavor”. Também atacou governadores que estão organizando ações de contenção ao vírus, criticando o fechamento de escolas e do comércio. O pronunciamento vai na contramão das medidas defendidas por especialistas e autoridades da saúde do mundo todo, semelhantes, inclusive, às adotadas em diversos países, no combate à Covid-19.

“Cada pessoa que se isola já protege muitas outras que precisam continuar trabalhando. O foco é preservar vidas, independente da idade, é evitar a superlotação no sistema de saúde e tentar impedir que profissionais da saúde tenham uma jornada ainda maior e exaustiva”, defende o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan.

Para isso, o Sindicato tem defendido, negociado e lutado para garantir que o maior número de metalúrgicas de Osasco e região suspendam suas atividades, para barrar o contagio na região, que, a cada dia, regista aumento de casos e mortes decorrentes do coronavírus.

Leia também: