FIQUE SÓCIO!
EDIÇÃO # 5
COMPARTILHAR

Companheiros da Arim, da Laminação Pasqua e Neopro conquistam PLR

Por Auris Sousa | 26 fev 2019

Foi por meio da luta, da organização, da confiança no Sindicato que os companheiros da da Arim, da Laminação Pasqua e Neopro conquistaram PLR (Participação nos Lucros e Resultados). Na Arim, os companheiros travaram a batalha por este direito desde o ano passado, quando aprovaram uma jornada de lutas, que inclui a reivindicação de outros itens, que seguem em negociação.

Diretor Everaldo coloca proposta de PLR em votação na Arim [Foto: Dedé]

Na Laminação Pasqua e na Neopro, a confiança no Sindicato também fez diferença, graças a isso a PLR deste ano já está garantida.

Diretor Sertorio organizou mobilização por PLR na Laminação Pasqua [Foto: Manguinha]

Organização também rendeu PLR na Neopro [Foto: José Roberto]

Enquanto isso, na JL, os companheiros organizam luta para também conquistar PLR.

Companheiros da JL fortalcem organização para conquistar mais uma PLR [Foto: Dalmo]

Luta ganha na Metalforja e Nascim

O fim da campanha Salarial 2018 também chegou para os companheiros da Metalforja e Nascim, que se uniram com o Sindicato, foram contra a intransigência do Grupo 10 e conquistaram o reajuste e a renovação da Convenção Coletiva.

Reajuste e convenção estão garantidos para os companheiros da Metalforja e Nascim [Foto: José Roberto]

Se a empresa que você trabalha faz parte do grupo 10, entre em contato com o Sindicato, para juntos lutarmos pelos seus direitos.

Cesta básica e assistência médica garantidas na Arbame

Por meio do Whatsapp do Sindicato (11 9 6078-0209), os companheiros da Arbame denunciaram a tentativa da empresa de cortar a cesta básica e o convênio médico. Prontamente, o diretor Geremias entrou em contato com a empresa, organizou ainda mais os trabalhadores e por meio da luta manteve os direitos dos trabalhadores.

Jan Lips sem salários

A luta dos companheiros da Jan Lips está forte. Na semana passada, os trabalhadores se reuniram com seus familiares em frente da empresa e protestaram contra os atrasos de pagamento, que já duram seis meses. O Sindicato apoia a mobilização dos companheiros, e tem buscado meios legais par que o direito de cada um seja respeitado. 

Companheiros da Jan Lips somam forças por salários [Foto: Fabio Fabricio]

A atitude da empresa fez ressurgir o Martelo, para quem não sabe, o camarada aí do lado é daqueles que não tem travas na língua e chama atenção de quem “pisa na bola” com os trabalhadores. Nesta semana, a Jan Lips mereceu cinco marteladas, nível máximo. E aí, patrão, quando vai liberar o pagamento dos trabalhadores?

Luta não para – Também é por meio da luta, da organização, que os trabalhadores da Conbrás, Engretecnica, Feva, Leora, Engematex vão correr atrás da aprovação da pauta de reivindicações.