FIQUE SÓCIO!
EDIÇÃO # 8
COMPARTILHAR

Dia em Memória das Vítimas de Acidentes do Trabalho será lembrado na sede

Por Auris Sousa | 09 abr 2019

O Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes do trabalho é comemorado em 28 de abril e, para lembrar a data, o Sindicato, junto a demais entidades sindicais e Associações da região, organizam um ato para marcar esta data em 27 de abril, num sábado. A atividade vai acontecer na sede do Sindicato, das 9h às 12h. 

Dirigentes sindicais constroem ações em memória às vítimas

Durante a atividade, os trabalhadores vão receber um panorama geral sobre acidente de trabalho e a atuação da fiscalização na região de Osasco. Também vão conhecer o plano de ação construídos pelo movimento sindical junto à OIT sobre o trabalho decente para pessoas com deficiências. Além de prestigiar o lançamento do livro “Eternidade, a construção social do banimento do amianto no Brasil”, entre outras ações. 

A data 28 de abril foi escolhida para lembrar as vítimas do trabalho que mata e adoece, porque neste dia, em 1969, a explosão de uma mina nos Estados Unidos matou 78 trabalhadores. A tragédia impulsionou o movimento sindical canadense a iniciar uma luta para que a data não fosse esquecida e para que acidentes semelhantes fossem evitados.

Em 2003, a OIT (Organização Internacional do Trabalho) adotou o 28 de abril como o dia oficial da segurança e saúde nos locais de trabalho. No Brasil, a data foi instituída em 2005, pela Lei nº 11.121/2005 (PL nº 856/2003, do Deputado Roberto Gouveia – PT/SP).

Segundo estimativas da OIT, ocorrem anualmente no mundo, cerca de 270 milhões de acidentes de trabalho, além de aproximadamente 160 milhões de casos de doenças ocupacionais. No Brasil, em 2016 (dado mais recente), 612.632 trabalhadores brasileiros tiveram suas vidas atravessadas por um acidente de trabalho, de acordo com relatório da Previdência Social.

Inscrição: Os interessados devem se inscrever pelo celia.assessoria@sindmetal.org.br ou pelo Whatsapp do Sindicato, no número 11 9 6078-0209.

Reforma da Previdência

Os impactos da reforma da Previdência na saúde dos trabalhadores também será tema de debate do “Ato em Memória às Vítimas de Acidentes”. O texto caminha a passos largos na Câmara dos Deputados. O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), deputado Felipe Francischini (PSL-PR), já afirmou que pretende votar o parecer do texto até 17 de abril.

Isso significa que a mobilização contra esta proposta que reduz o valor do benefício e dificulta o acesso dos trabalhadores à aposentadoria vai crescer nas fábricas da região. Para isto, além de participar das assembleias e atividades organizadas pelo Sindicato, você também pode enviar e-mails para os deputados mostrando a sua indignação sobre os prejuízos que todos os brasileiros terão com a aprovação desta reforma da Previdência. Também peça a eles que votem contra quaisquer tentativas de privatizar a aposentadoria e de dificultar o acesso da população à aposentadoria.

Também para intensificar a pressão, as centrais sindicais lançaram uma cartilha que explica os principais itens da reformada Previdência, disponível no nosso site. Também estão recolhendo assinaturas contra a proposta, para que a população manifeste sua indignação e fazer com que os deputados e senadores não aprovem a reforma. O Sindicato também vai passar o abaixo assinado nas fábricas.