EDIÇÃO # 11
COMPARTILHAR

Carta ao companheiro Lula

Por Cristiane Alves | 10 abr 2018
RicardoStuckert-FotosPublicas

Lula, jamais vão aprisionar suas ideias porque suas ideias são nossas ideias. Foto: RicardoStuckert/FotosPublicas

Companheiro Lula, se pensam que encarcerá-lo irá matar os sonhos e a luta por um Brasil justo, democrático e de todos, estão muito enganados. Essa foi a sua mensagem clara, em alto e bom som no discurso a multidão que lhe prestava solidariedade, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Não irão matar o sonho e o projeto que você representa porque nós, sindicalistas, sem terra, sem teto, negros, jovens, homens e mulheres trabalhadores e trabalhadoras deste país somos aqueles que vão dar continuidade a luta pelo Brasil justo e desenvolvido que contemple a cada um dos brasileiros, enquanto sujeitos de nossa história.

Não temos dúvida, companheiro Lula, que essa adversidade nos faz mais fortes, solidários, organizados e, assim como você, manteremos nossa cabeça erguida e nosso punho cerrado para enfrentar todos os ataques. Pensam que trancá-lo irá acabar com a nossa fome de Justiça, irá nos amedrontar e nos apaziguar. Estão enganados porque todos nós que construímos este país somos forjados na luta, assim como você companheiro. Seus sonhos também são os nossos, somos a ideia e a vontade de transformação.  

E o nosso sonho é de viver num país em que a Justiça não seja seletiva, que ela valha para todos, em que a mídia fale dos reais problemas e nos dê voz, um país onde o que importa é Saúde, Educação, igualdade de oportunidades. Pudemos iniciar a experiência do que é viver um país melhor sob o seu mandato na Presidência da República. Não foi à toa que você deixou a Presidência com mais de 80% de aprovação. Sob sua liderança, a maioria pobre, trabalhadora, os negros, as mulheres tiveram acesso a recursos que antes achavam que era somente para os filhos e filhas dos ricos: casa própria, faculdade, viagens, são alguns exemplos. Uma política que pensou o desenvolvimento, de fato, que protegeu o patrimônio nacional e que nos empoderou para falar de igual para igual com as principais potências do mundo. Porém, isso foi e é insuportável para a elite midiática, financeira e empresarial deste país, que busca aniquilar qualquer oportunidade de nos ver numa situação que não seja subalterna.

Não aceitamos que em nome de um pretenso combate a corrupção todos nossos sonhos e conquistas sejam rifados, colocados como secundários, porque não são.

Uma teia conspiratória está armada. Ela tirou Dilma da Presidência, mas seu fim último é tirá-lo da disputa eleitoral de 2018. Para colocar quem? Certamente alguém que pense que o pobre trabalhador não tem direitos, só deveres. Alguém que dê continuidade à política de retirada de direitos trabalhistas e sociais. Vamos trabalhar para derrotar esse projeto.

Aguente firme, companheiro. Nós vamos dar continuidade a luta e não vamos permitir que ninguém esmague nossos sonhos e tente abaixar nossas cabeças, tirar nossa dignidade. Sabemos que o que se avizinha é mais opressão sobre a classe trabalhadora, mais intenções de retirada de direitos, mais exclusão e desigualdade, mais criminalização dos movimentos sindical e social. Vamos responder com luta. Jamais vão aprisionar suas ideias porque suas ideias são nossas ideias. Somos todos luta!

Diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região