FIQUE SÓCIO!
EDIÇÃO # 11
COMPARTILHAR

Sindicato organiza luta por PLR na Cinpal

Por Cristiane Alves | 10 abr 2018

Os trabalhadores da Cinpal e o Sindicato cobram a PLR (Participação nos Lucros e Resultados), mas a empresa prefere ignorar. O Sindicato protocolou ofício com a reivindicação, mas a empresa de Taboão da Serra disse que não vai negociar e, por isso, também se recusa a formar a comissão.

Essa posição só merece uma resposta: luta. Por isso, o Sindicato convoca os companheiros da Cinpal para a reunião na subsede de Taboão da Serra, no domingo, 22, às 9h. Vamos definir os encaminhamentos da luta pela PLR e discutir também outros assuntos importantes para os companheiros da empresa.

 

Mulheres também negociam

Os companheiros da Spaal, de Taboão da Serra, definiram sua comissão de PLR, na quarta-feira, 4. Graças à intervenção do Sindicato a composição da comissão contempla cota de 30% de participação de mulheres, a exemplo do que deve acontecer em outros espaços, como câmaras, campanhas políticas, partidos e sindicatos. “São as mulheres que sofrem na carne com uma meta de absenteísmo que não leve em conta que elas, na maioria das vezes, são quem faltam para acompanhar filhos doentes no médico, por exemplo. As mulheres têm de ter voz”, defende a diretora Gleides Sodré.

Na Miralux, a luta é por convênio médico

O Sindicato vai à Justiça para garantir o convênio médico dos companheiros da Miralux, de Taboão da Serra. A empresa cortou o convênio e tem companheiros com tratamento de saúde em andamento que ficaram na mão. A empresa se dispôs a mudar o plano de coletivo para individual e bancar o novo convênio. O Sindicato vai acionar a Justiça para buscar a melhor solução.

Direitos garantidos na CBFA

O Sindicato conseguiu fechar o reajuste salarial dos companheiros da CBFA, de Osasco. Agora, além do reajuste, eles também contam com as garantias da Convenção Coletiva, que foi renovada. 

Categoria fortalece o Sindicato

Semana a semana cresce o número de companheiras que se tornam sócios do Sindicato. Companheiros de empresas como Spaal, Orgus, Grupo Elubel e Wap Metal estão entre os trabalhadores que resolveram se sindicalizar porque entendem que só o Sindicato pode defender os seus direitos. É assim que vamos vencer todos os desafios, organizados e fortalecendo o nosso Sindicato.

PLR garantida na Mikatos

Com a força do Sindicato, os companheiros da Mikatos, de Embu das Artes, conseguiram fechar sua PLR.