FIQUE SÓCIO!
EDIÇÃO # 12
COMPARTILHAR

Metalúrgicos apoiam protesto e se preparam para a greve do dia 14

Por Cristiane Alves | 28 maio 2019

A luta contra a reforma da Previdência ganha mais corpo nesta quinta-feira, 30, com o segundo protesto nacional que irá mobilizar trabalhadores e estudantes contra os cortes de verbas na Educação e a reforma da Previdência.

Diretor Geremias organiza luta no Kohler contra a reforma da Previdência

O governo quer tirar da Constituição os investimentos públicos obrigatórios em Saúde e Educação. Além disso, anunciou o corte de verbas para universidades, o que inviabiliza pesquisas e a manutenção das instituições e compromete as possibilidades de o país ser de fato desenvolvido. Bolsonaro joga a favor das instituições privadas e do mercado financeiro, que são os maiores interessados em lucrar com a Saúde, Educação e com a Previdência.

O protesto desta quinta promete repetir a força do ocorrido no último dia 15, em que mais de um milhão de pessoas foram às ruas de todo o país e mostrou que a resistência às agressões deste governo é cada vez maior.

O nosso Sindicato apoia e participa dos protestos que também são apoiados pela Força Sindical CUT, CTB, CGTB, CSB, Intersindical, UGT e Nova Central. Vamos juntos fortalecer a unidade da classe trabalhadora para derrotar o projeto de destruição de direitos e do futuro do Brasil e de sua maioria trabalhadora, pretendido pelo presidente Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Outra forma de participar da luta é aderir ao abaixo-assinado contra a reforma da Previdência que a diretoria tem levado às portas de fábrica. O documento será entregue aos representantes do governo federal e do Congresso para deixar clara a insatisfação popular com o projeto que acaba com o sistema de seguridade social, dificulta o acesso a aposentadoria e achata a renda dos trabalhadores.

Greve geral – Todas essas ações preparam a greve geral marcada para o dia 14 de junho. Para articular a participação dos metalúrgicos de Osasco e região, vamos ter uma plenária na sede, no sábado, 8, a partir das 9h. Venha fortalecer a luta, venha defender o seu direito de se aposentar e uma Previdência Pública e o direito a Educação pública e de qualidade.