FIQUE SÓCIO!
EDIÇÃO # 26
COMPARTILHAR

Editorial: Temos motivos para acreditar na organização

Por Auris Sousa | 13 nov 2019

Em tempos de retirada de direitos, que buscam o enfraquecimento da classe trabalhadora, os metalúrgicos do Estado de São Paulo conseguiram garantir, na mesa de negociação, aumento real, abono salarial, reajuste do piso salarial e a manutenção dos direitos previstos na Convenção Coletiva. É uma vitória e um forte exemplo de que temos motivos para acreditar na organização.

Jorge destaca os benefícios que trabalhadores têm ao acreditar na organização

Não foi nada fácil chegar as propostas aprovada na assembleia de sexta-feira, 8. Houve várias idas e vindas em que os direitos da Convenção foram colocados em jogo. Sem falar, no reajuste dos salários e pisos. Mas a campanha ainda não acabou. Há grupos patronais em que as negociações ainda estão empacadas. A eles devemos responder com luta, com mais mobilização nas portas das fábricas.

Falar em direito, é sobretudo não ignorar a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que na quinta-feira, 7, por seis votos a cinco, derrubou a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância. Isto porque o entendimento fortalece a Constituição e garante maior proteção ao cidadão. Não há racionalidade e muito menos uma nação se a Constituição não for respeitada.

No sábado, 9, em São Bernardo do Campo, a comemoração não se restringia a liberdade do companheiro Lula, mas sim o que ela representava. Na semana passada, o STF retomou a Constituição. A inocência até trânsito em julgado é inalienável na proposta constitucional. Intolerável era a tese seguida desde 2016 que só serve àqueles que desejam impor vontades e interesses.

Logo, defender a democracia, a Constituição, nada mais é que defender os nossos direitos. Tal como aqueles que reivindicamos nas portas das fábricas, em manifestações. Garantir o aumento e, principalmente, a renovação da Convenção Coletiva é ter a certeza que temos motivos de sobra para confiar na nossa organização em defesa dos nossos direitos. Para isto a participação no Sindicato, a contribuição pelo bem-estar da categoria devem ser fortalecidos todos os dias.