FIQUE SÓCIO!
Especiais
COMPARTILHAR

Lutas da categoria são destaques nas capas do VT

Por Felipe | 26 fev 2019

Ao acompanhar as lutas incansáveis por melhores condições de trabalho para a categoria, o Visão Trabalhista cobriu momentos importantes da história dos operários, que foram dignos de destaque na capa.

A luta contra a correção da tabela do imposto de renda na fonte, em agosto de 1991 foi uma delas. Metalúrgicos e sindicalistas protestaram ao lado de um leão que tinha em sua jaula a seguinte frase anexada: “Sossega leão “encaramos a fera”.

Em outubro daquele ano, na Campanha Salarial, que tinha o slogan “O mar não está para peixe”, o VT mostrava em sua capa que os patrões ameaçaram endurecer nas negociações e negaram e exigência dos trabalhadores de repor os 84,32% roubados pelo Plano Collor. Na capa do VT, a categoria já dava indícios de que estava disposta a tudo para conquistar a reivindicação.

Visão Trabalhista, nº 79.

 

Outra capa marcante foi a passeata dos metalúrgicos de Osasco e região, apoiados por estudantes, que aconteceu em setembro de 1992. Os trabalhadores e estudantes exigiam o impeachment de Collor, o fim da roubalheira, cadeia para os corruptos, fim a recessão e mais verbas para e educação. 

 

 

 

Em agosto de 1995, uma das principais capas foi aquela estampada com a passeata, que contou com mais de 15 mil metalúrgicos de Osasco. Eles saíram às ruas da cidade para pedir por reforma e contra a recessão que assombrava o Brasil na época.  Os comércios fecharam as portas em apoio ao movimento. 

Visão trabalhista, 04 a 08 de setembro de 1995

Visão trabalhista, 04 a 08 de setembro de 1995, pt 2.

Já em maio de 2004, o destaque foi para a comemoração para o Dia do Trabalhador. Nada menos que 90 mil pessoas participaram da festa do trabalhador em Osasco e vibraram com a apresentação de cantores consagrados, como: Daniel, Edson e Hudson, Roberta Miranda e KLB. 

Visão Trabalhista, de 03 a 08 de maio de 2004.

Em setembro do mesmo ano, a comemoração foi pela retomada da produção da Cobrasma. Esta celebração foi digna da presença de Lula, que festejou junto com os metalúrgicos, exatamente no dia 3 daquele mês. 

Visão Trabalhista, 07 a 11 de setembro de 2004.

Em agosto de 2011, a manifestação histórica dos trabalhadores de várias categorias pela redução da jornada de trabalho para 40 horas foi o assunto de uma das capas de maior destaque daquele ano. Cerca de 80 mil trabalhadores tomaram a Avenida Paulista e outras principais avenidas de São Paulo para exigir a redução da jornada. 

Visão Trabalhista, nº 27, 2011.

Visão Trabalhista, nº 27, 2011, parte 2.

No mês seguinte, mais uma manifestação mereceu destaque no VT: Sindicalistas de Osasco, de várias categorias, foram até o Ministério do Trabalho e Emprego (SRTE/SP), em São Paulo, para entregar as autoridades responsáveis uma carta que denuncia a situação de precarização da Gerência Regional do Trabalho e Emprego de Osasco e Região. Alguns sindicalistas e atores estavam fantasiados de zumbis, que representavam a morte no local de trabalho.