FIQUE SÓCIO!
Press Releases
COMPARTILHAR

Metalúrgicos fortalecem a mobilização nacional contra as reformas

Por Auris Sousa | 14 mar 2017

Os metalúrgicos de Osasco e região participam nesta quarta-feira, 15, do Dia Nacional de Paralisação e Mobilização contra as reformas trabalhista e da Previdência. As principais fábricas da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e região vão amanhecer com máquinas paradas em protesto contra a retirada de direitos. 

A exemplo dos atos que ocorreram na região em fevereiro, simultaneamente, a diretoria vai realizar uma série de assembleias em diversas fábricas, como Meritor, em Osasco, Cinpal, em Taboão da Serra, e Terex, em Cotia. O objetivo é esclarecer os metalúrgicos sobre os prejuízos que as reformas trarão a todos os trabalhadores, caso sejam aprovadas da forma que estão. 

Ato na Paulista – No fim da tarde, os metalúrgicos vão somar forças com trabalhadores de outras categorias para realizar um grande ato na Avenida Paulista. A concentração será às 16h em frente à estação de trem de Osasco (CPTM), de onde seguirão rumo ao protesto.

Na Paulista, a pressão é para influenciar a votação das reformas no Congresso. “Agora é o momento, ou pressionamos ou vão inviabilizar a aposentadoria para os trabalhadores. Nesta quarta-feira, a pressão tem que ganhar força nas ruas contra as reformas, por nenhum direito a menos”, destaca o presidente do Sindicato, Jorge Nazareno. 

Também de olho na votação no Congresso, o Sindicato consultou os 70 deputados eleitos por São Paulo, para saber o posicionamento de cada um deles sobre a reforma da Previdência. Até o momento, somente 13 se posicionaram, destes, dez disseram que são contra o projeto. Os outros três informaram que ainda estudam o tema e aguardam os debates da Comissão Especial sobre o assunto para, então, definir uma posição.

Os posicionamentos foram obtidos por meio de consulta realizada pelo Sindicato via e-mail e correspondência. O questionamento ainda está em aberto para que os demais se posicionem a respeito. Enquanto isso, o Sindicato também orienta a categoria a entrar em contato com os parlamentares, para pressionar e exigir que votem contra a reforma. 

Abaixo endereço das principais empresas onde acontecerão os atos: 

Meritor – assembleia das 6h às 8h 

Av. João Batista, 825, Centro, Osasco. 

Cinpal – assembleia às 7h

Av. Paulo Ayres, 240, Vl Iasi, Taboão da Serra. 

Terex –  assembleia às 7h30

Rod. Raposo Tavares, KM 31, Jardim Dinorah, Cotia

 

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #17