FIQUE SÓCIO!
Campanha Salarial
COMPARTILHAR

Metalúrgicos somam forças com o Sindicato

Por Auris Sousa | 08 out 2019

Foi com interação e demonstração de luta em defesa da Convenção Coletiva que os metalúrgicos que trabalham nas fábricas localizadas em Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, Alphaville, Carapicuíba, Barueri, Santana de Parnaíba e Pirapora participaram dos seminários da Campanha. Os encontros aconteceram no mesmo dia em que a Constituição completou 31 anos de vigência: sábado, 5, num momento de luta e organização dos trabalhadores, mas num contexto político com sérios ataques aos direitos e às garantias constitucionais.

Na subsede de Taboão da Serra e no Metalclube, os companheiros indicaram estratégias de mobilização por uma campanha vitoriosa. “É importante participar dos eventos para entender o que está acontecendo e para defender os nossos direitos”, avaliou um companheiro da Engrecon.

Defender os direitos. Esta é a principal reivindicação da pauta entregue em 24 de setembro aos grupos patronais. Ela também prevê reajuste com aumento real de salário, piso salarial com reajuste acima da inflação, Homologações nos Sindicatos, Licença Maternidade e para a trabalhadora adotante, não à utilização de mão de obra temporário e/ou terceirizada, PLR, Garantia de emprego ao trabalhador vítima de acidente de trabalho de doença ocupacional, programa de prevenção de riscos ambientais.

“Vamos fortalecer a mobilização, intensificar a organização nas portas de fábricas, nas atividades do Sindicato, debater, esclarecer, discutir os nossos desafios e nossas estratégias de luta para defender e manter os nossos direitos”, enfatiza o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan.

Próximos Seminários de mobilização da Campanha

Para intensificar a mobilização, mais seminários vão acontecer em 19 de outubro (sábado), a partir das 9h, na subsede de Cotia e no Metalclube, em

Osasco. Até lá, a expectativa é que as primeiras negociações já tenham acontecido. “A participação da categoria é essencial para mostrar para os patrões que os metalúrgicos conhecem os seus direitos, estão na luta pela manutenção deles”, destacou um companheiro da região de Barueri.

Simbolicamente os seminários também reforçaram a importância da Constituição, que, entre outros pontos, criou novos direitos trabalhistas, ampliou as garantias e liberdades das pessoas, restabeleceu as eleições livres e diretas e acabou com a censura.

Leia também: