FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

O século XXI e os novos desafios da categoria metalúrgica

Por Felipe | 24 ago 2018

Alternativa Metalúrgica

As eleições sindicais de 1996 marcaram o início da gestão da chapa Alternativa Metalúrgica na direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco. A chapa combinava novos militantes com sindicalistas experientes das gestões anteriores.

A chegada de Jorge Nazareno à presidência proporcionou uma aproximação de forças políticas até então concorrentes na entidade, o que fortaleceu o Sindicato. Em sua gestão, que em linhas gerais manteve a política bem-sucedida de seus antecessores, o Sindicato se consolidou como uma das maiores forças do movimento social brasileiro. A atuação na Força Sindical e em instituições sindicais também cresceu muito desde meados da década de 1990.

Os primeiros anos desta gestão foram marcados pela inauguração de grandes projetos, como:

A Cooperativa de crédito Sicoob CredMetal, fundado em 29 de março de 1999, com objetivo de oferecer crédito mais barato para os trabalhadores e financiar pequenos negócios.

O Centro de Solidariedade ao Trabalhador (CST), fundado no dia 02 de julho de 1999, resultante de uma parceria entre o Sindicato, a Força Sindical e o Ministério do Trabalho e Emprego, com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

A Associação Eremim, fundada em 09 de setembro de 1999, para oferecer atividades educacionais, esportivas e culturais, além de aulas de cidadania, orientação sexual, prevenção às drogas e preservação ao meio ambiente para crianças.

E o Espaço Cidadania, fundado em 14 de fevereiro de 2001, voltado para a área de inclusão social, saúde e segurança no ambiente de trabalho.

O 7º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco

Em junho de 2012, cerca de trezentos delegados sindicais fizeram da plenária do 7º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco um momento histórico, com a aprovação de propostas para os quatro anos seguintes.

Estas propostas foram apresentadas no Caderno de Teses do Congresso, organizadas nos eixos temáticos:

Trabalho Decente – Igualdade de gênero; Igualdade de raça; Respeito aos idosos e à Terceira Idade; Direitos da criança e do adolescente; Saúde e ambiente de trabalho; Seguridade Social; Redução da jornada de trabalho; Organização sindical; Negociação coletiva; Organização no local de trabalho; Combate a práticas antissindicais; Intermediação de mão de obra; Qualificação profissional etc.

Rumo a uma Sociedade Justa – As cidades e o desenvolvimento regional; Economia solidária Economia criativa para a era do conhecimento; Meio ambiente e sustentabilidade; Realidade nacional e inserção do Brasil na agenda global; Cultura e lazer; Sindicalismo-cidadão; A cidadania em foco; Sindicalismo e cidadania.

Eleita com 94,7% dos votos, e empossada em março de 2013, a direção que assumiu a implementação destas ações é composta por 28 metalúrgicos, dentre os quais cinco são mulheres, e é liderada pelo presidente Jorge Nazareno.

Sob o tema “Rumo ao Trabalho Decente, por uma Sociedade mais Justa”, o Congresso trouxe a novidade de ser aberto para a sociedade, e não voltado apenas para a categoria. Muitos dos participantes vieram de setores que tem interface com o Sindicato o que permitiu uma integração das regiões abrangidas pelo Sindicato com Conselhos Municipais, comissões e entidades.

50 anos

O Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região chegou a sua 5ª década de história mais forte do que nunca, bem estruturado, atuante politicamente e com uma expressiva representatividade. Há uma presença muito grande da base, do chão de fábrica. Hoje está mais moderno, mas esse intenso contato com a base é o que o fortalece e define sua identidade.

Trabalhadores formam fila na frente do recém construído Centro de Solidariedade. Jul/1999. Acervo CEDOC-SINDMETAL.