FIQUE SÓCIO!
Gilberto Almazan
COMPARTILHAR

A organização fará a diferença

Por Gilberto Almazan - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 16 ago 2021

Não existe política salarial e nem reajuste automático. Para que eles aconteçam a organização dentro das fábricas é essencial. Na semana passada, iniciamos a Campanha Salarial com uma plenária online, organizada pela Federação. Nela, ficou claro os obstáculos e dificuldades que encontraremos pela frente.

Apesar disso, sabemos que há espaço para negociar, buscar o nosso reajuste e a renovação dos nossos direitos. Mas, o tamanho desse espaço vai depender da nossa mobilização. Por isso, se organize junto aos companheiros dentro da fábrica, busque municiar o Sindicato com informações, participe das atividades que vamos divulgar nos próximos dias.

Desde que a reforma trabalhista entrou em vigor, em 2017, tornou se ainda mais essencial mantermos a nossa Convenção Coletiva forte. Agora, com a minirreforma trabalhista, torna-se ainda mais urgente mantê-la intacta.

Isso porque, os “jabutis” incluídos na MP (Medida Provisória) 1045 vão diminuir os salários, estimular as empresas a trocar até 40% dos seus quadros de trabalhadores por outros inexperientes para pagar menos. São programas que não estimulam a contratação de jovens e pessoas com mais de 50, como diz a base aliada do Governo Bolsonaro. Muito pelo contrário, elas modernizam o trabalho escravo, isso sim.

São modelos que não pagam se quer um salário mínimo, que não dão direito a férias remuneradas e indenização trabalhista, entre outras medidas perversas que destroem os direitos conquistados pela classe trabalhadora.

Então, fique atento ao chamado do Sindicato e vamos juntos construir uma Campanha Salarial forte e vitoriosa. Não esqueça: a organização fará a diferença.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #17

Tradutor - Translator -Un Traductor