FIQUE SÓCIO!
Jorge Nazareno
COMPARTILHAR

A sindicalização é a única saída

Por Jorge Nazareno - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 03 jul 2018

Um sério ataque vem junto com a Indústria 4.0, para a qual a reforma trabalhista prepara o terreno, com a criação de novas formas de contratação como o trabalho intermitente e o teletrabalho; além da terceirização. No sábado, 30, o Encontro da Juventude Metalúrgica (leia na p.4) deixou isso evidente, ao destacar os prejuízos que essas formas de contratação, aliada as mudanças tecnológicas, irão promover.

Além do desemprego gerado por inúmeros fatores, como a defasagem educacional e também o aumento da produtividade das plantas, vamos ter o agravamento de uma situação que hoje já é preocupante: o adoecimento mental dos trabalhadores. Pressionados por um ritmo de produção alucinante e por uma lógica de contratação precarizante – em que o trabalho intermitente vai ditar o ritmo de suas vidas e reduzir o contato com suas famílias – os trabalhadores vão se ver numa pressão que vai causar ansiedade, depressão, e, sem exageros, até mesmo suicídios.

Mas nós podemos trabalhar para minimizá-las, juntos, sindicatos e categorias. Um Sindicato forte é necessário para fazer a luta. Por isso, mais do que nunca, é imperativo que cada metalúrgico assuma o compromisso de fortalecer o seu Sindicato, participando das discussões, cobrando, estando presente nas lutas dentro e fora das fábricas, se comprometendo e ficando sócio, garantindo a manutenção e ampliação da estrutura que existe para brigar por seus direitos, ainda mais nos tempos difíceis que estamos vivendo e que tendem a se agravar nos próximos anos, se não interferirmos ativamente. Organizar, lutar e vencer: essa é nossa única saída. Fique sócio (a)!