FIQUE SÓCIO!
Jorge Nazareno
COMPARTILHAR

Acordos coletivos fortalecem os trabalhadores

Por Jorge Nazareno - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 20 out 2020

O programa que permite a suspensão de contratos de trabalho e a redução de jornadas e salários foi prorrogado pelo governo federal por mais dois meses, com validade até o final do ano. A nossa orientação é que os companheiros e companheiras não façam acordos individuais sem antes consultar o Sindicato. A nossa luta dever ser por acordos coletivos. Só eles beneficiam um número maior de trabalhadores.

Além disso, sozinho frente ao patrão, o trabalhador dificilmente tem condições de defender seus direitos. Por isso somos contra os acordos individuais.

A redução e suspensão da jornada mexe na legislação trabalhista, beneficiando os patrões e seus lucros, prejudicando os trabalhadores, que nem sempre tem o emprego garantido. Uma vez que o patrão pode optar pela demissão durante o programa. Neste caso, além dos valores normais da rescisão, a empresa terá de indenizar o trabalhador.

Por isso a participação do Sindicato nas negociações é essencial: para conquistar garantias melhores aos trabalhadores, seja em relação a estabilidade ou a outras conquistas, que podem ser perdidas se todas as regras do programa forem adotadas pelas empresas. Dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) comprovam que os trabalhadores conquistaram melhores condições nos acordos que contaram com a atuação dos sindicatos.

O modo como sairemos desta crise, vai depender do nosso poder de organização. Por isso, confie no Sindicato e na força da mobilização. Só assim vamos resistir as investidas patronais e defender os nossos direitos.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #17