FIQUE SÓCIO!
Jorge Nazareno
COMPARTILHAR

Defenda seus direitos

Por Jorge Nazareno - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 04 out 2019

Quando falamos sobre negociação de um acordo na Campanha Salarial, não falamos somente de reajuste. Falamos de algo maior e que tem efeito, não só no agora, mas também no longo prazo: os direitos da nossa Convenção Coletiva. É importante que os companheiros e as companheiras tenham clareza do quão fundamental para cada um de vocês e para o conjunto da categoria é renovar a nossa Convenção.

As reformas que mexeram na legislação trabalhista, desde 2017, não vieram para acrescentar direitos; muito pelo contrário, vieram para colocar os trabalhadores à mercê da vontade patronal, nos individualizar e enfraquecer nossa organização; logo, nossa força. Para começar acabou a chamada ultratividade, nome complicado mas que, na verdade, significava que os acordos valiam enquanto durassem as negociações. Agora, não. Se não houver acordo até 1º de novembro, vai ter patrão querendo abrir os portões da empresa para terceirização em todas as atividades, demitindo quem está doente e rebaixando salários, pois é nossa Convenção – junto a ação do nosso Sindicato – que evita que tudo isso aconteça.

Não se iluda, companheiro e companheira: ou lutamos ou vai ter patrão pagando o salário mínimo, quando a nossa Convenção garante um piso salarial diferenciado e o compromisso da negociação de reajustes. É fundamental que você tenha consciência da importância de tudo isso. E a consciência a gente desenvolve com informação e participação. Então, ocupe os espaços de debate no nosso Sindicato, participe da luta! Defenda seus direitos!