FIQUE SÓCIO!
Monica Veloso
COMPARTILHAR

É preciso proteger as nossas crianças

Por Monica Veloso - Vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região  24 maio 2022

No Brasil, três meninos ou meninas são abusados a cada hora. Entre as vítimas, 51% têm entre 1 e 5 anos de idade. São crianças que têm a vida toda impactada pela violência, muitas vezes praticada por pessoas próximas do seu convívio familiar.

Os dados que compartilho com vocês são do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. Ele também mostra que 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no país. No entanto, somente 7,5% dos casos chegam a ser denunciados às autoridades, ou seja, estes números, na verdade, podem ser muito maiores. A pandemia, infelizmente, trouxe o agravamento destes casos. Ou seja, os resultados de 2022 vai mostrar o aumento de crime de violação sexual contra crianças e adolescentes.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil é lembrado em 18 de Maio. No entanto, a campanha reforça a importância de combatermos todos os dias estes crimes contra crianças e adolescentes

Para isso, é necessário criar uma grande rede de prevenção e acolhimento que passa por instrumentos públicos, como os conselhos tutelares. Mas também é um trabalho necessário nos espaços que a criança frequenta, como a igreja, a escola, o clube e as famílias. Um trabalho de prevenção se faz com orientações de autoproteção, porque permite a criança e adolescente ter capacidade de sair de situações de perigo ou de relatar a violência e pedir ajuda.

Denunciar também é importante. Não se combate aquilo que não se sabe, porque ele deixa de existir. Em caso de violência e exploração contra crianças e adolescente, Disque 100. Proteger a infância, as crianças e adolescentes é uma responsabilidade de todos e todas!

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #Ed 8

Tradutor - Translator -Un Traductor