FIQUE SÓCIO!
Jorge Nazareno
COMPARTILHAR

Fiquem atentos

Por Jorge Nazareno - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 29 jul 2015

Neste momento de dificuldades econômicas em muitas empresas, em que também o governo federal faz um ajuste fiscal que nada colabora com o crescimento, muitas empresas, suas entidades de classe e parlamentares aproveitam para reapresentar como se fossem novas antigas soluções: a flexibilização da legislação trabalhista.

Muitos defensores dessa proposta veem no PPE (Programa de Proteção ao Emprego) uma flexibilização da legislação, mas ainda tímida. Assim como setores como o de Serviços e Comércio começam a defender mudanças na jornada que permitam a adequar às demandas do setor.

Para nós, é diferente. O PPE precisa ser aprimorado justamente para que determine maiores garantias aos trabalhadores e obrigações as empresas de modo que realmente seja a última alternativa para garantir o emprego dos companheiros. Também é preciso prever punição às empresas que descumprirem o acordo, por exemplo, restituindo ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) os gastos tidos com o pagamento de seus trabalhadores.

Em períodos de crise, o discurso pró-redução de direitos é utilizado como se fosse a grande solução para todos problemas. Mas, na verdade, é uma forma de querer fazer passar antigos projetos, que só buscam nos prejudicar. Portanto, companheiros e companheiras, estejam atentos e denunciem ao Sindicato qualquer tentativa neste sentido.

Jorge Nazareno
Presidente do Sindicato dos
Metalúrgicos de Osasco e Região
[email protected]

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #12