FIQUE SÓCIO!
Claudio Magrão
COMPARTILHAR

O Quadro da Campanha Salarial 2014

Por Claudio Magrão - Secretário Geral da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo 06 nov 2014

Estamos passando por uma Campanha Salarial muito difícil este ano.  No início das negociações com os Grupos Patronais o maior argumento dos mesmos era a questão das eleições e o quadro indefinido que a mesma impunha ao futuro econômico do país. As eleições passaram e já sabíamos que qualquer que fosse o resultado delas, a choradeira patronal iria continuar como de fato tem sido até agora.

O fato é que não ignoramos os argumentos patronais referentes ao recuo da economia brasileira que vem se desenhando nos últimos dois anos. Sabemos que o setor metalúrgico vem sendo desmantelado pela desindustrialização do país e a difícil questão da importação de componentes e peças a preços muito mais competitivos que os nossos.  Sabemos também de todos os problemas de gestão que o país vem enfrentando e a incapacidade do governo em colocar números positivos novamente em nossa economia.  Mas, afinal, será que o trabalhador tem de pagar novamente as dívidas que não criou?

Pelo décimo primeiro ano consecutivo não vamos abrir mão de um reajuste salarial que aumente o poder de compra dos trabalhadores. Nossa pressão através de assembleias e paralisações têm dado resultados e esse é nosso caminho para atingirmos nossos objetivos. Com mobilização e uma forte união dos trabalhadores através de seus sindicatos, certamente conseguiremos mais um bom acordo para a Campanha Salarial de 2014.

CLAUDIO MAGRÃO
Presidente da Federação dos
Metalúrgicos do Estado de São Paulo