FIQUE SÓCIO!
Jorge Nazareno
COMPARTILHAR

Os perigos de março

Por Jorge Nazareno - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 03 mar 2015

O papel que as empresas nacionais e multinacionais tiveram na ditadura militar e na repressão aos trabalhadores foi o assunto da audiência realizada, na sexta-feira, 27, pela Comissão Estadual da Verdade de São Paulo em conjunto com o Fórum de Trabalhadores por Verdade, Justiça e Reparação. As documentações e os depoimentos deixam evidente que muitas empresas se aliaram aos militares.

A discussão acontece num momento em que há a perspectiva de uma manifestação neste mês de março que levanta a tese de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Precisamos refletir sobre as reais intenções dessa tese seus impactos, fundamentalmente, a nós, trabalhadores. Em março de 64, alardeava-se que o golpe era a solução diante do clima de instabilidade política, de insegurança social e econômica. Não podemos cair na mesma armadilha que ceifou tantas vidas e nossos direitos.

Queremos ver revogadas as medidas que nos prejudicam, como as que mexem no seguro-desemprego, auxílio-doença, pensões. Vamos cobrar que os compromissos assumidos com os trabalhadores sejam cumpridos. Não vamos aceitar que sejamos nós os penalizados pela mudança de rumos na política econômica do governo. Ao mesmo tempo, não vamos aceitar, qualquer tentativa de destruir as conquistas democráticas que tanto nos permitiu acumular os avanços dos últimos anos. Estejamos bem atentos.

Jorge Nazareno
Presidente do Sindicato dos
Metalúrgicos de Osasco e Região
[email protected]