FIQUE SÓCIO!
Clemente Ganz
COMPARTILHAR

R$ 211,2 bi na economia do país

Por Clemente Ganz - Diretor técnico do Dieese 30 out 2018

A economia do país deve receber mais de R$ 211,2 bilhões, em 2018, com o pagamento do 13º salário para cerca de 84,5 milhões de brasileiros. Segundo as estimativas do Dieese, o montante equivale a 3% do Produto Interno Bruto (PIB). O rendimento médio adicional por beneficiado é de R$ 2.320,00.

Perto de R$ 139,4 bilhões, ou 66% desse montante, vão para os trabalhadores formais, inclusive os empregados domésticos. Os 34% restantes, cerca de R$ 71,8 bilhões, serão pagos a aposentados e pensionistas.

O 13º tem importante papel na economia do país, aquecendo o comércio, a indústria, os serviços, movimentando o consumo e o mercado de trabalho, com a criação de vagas, mesmo temporárias, em vários setores. As empresas já sabem que o que investem no 13º de seus empregados acabará retornando por meio do consumo e programam-se para atender à demanda por serviços e produtos no fim do ano.

O 13º ajuda os trabalhadores a realizar sonhos, adiados no dia-a-dia, ou a tirar a corda do pescoço, permitindo a quitação de dívidas e contas.

A exemplo de todos os direitos, não veio de graça. É resultado de muita luta, como o salário mínimo, as férias, a jornada de 44 horas semanais, as indenizações por demissões etc.

Atualmente, há vozes pregando o fim do 13º, mas até a classe empresarial reconhece a importância dessa remuneração para a economia.