FIQUE SÓCIO!
Jorge Nazareno
COMPARTILHAR

Respeitar o trabalhador é fundamental

Por Jorge Nazareno - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 13 fev 2019

O que aconteceu na sexta-feira, 8, no centro de treinamento do Flamengo é mais um caso de desrespeito a vida do trabalhador. Dez jovens trabalhadores morreram em decorrência de um incêndio, que poderia ter sido evitado. Segundo o portal de notícias G1, o Flamengo não tinha certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros, que atesta a existência e o funcionamento dos dispositivos contra incêndio previstos pela legislação vigente.

Este é só mais um caso. O de Brumadinho é mais um outro. Ninguém está de livre de sair de casa para trabalhar e não retornar. Isto porque grande parte das empresas só está preocupada com o lucro, com o lucro delas. Enquanto isto, o Ministério do Trabalho deixa de existir, a fiscalizações de acidentes ficam ainda mais fragilizadas.

Como se não bastasse tudo isto, tem uma reforma trabalhista em vigor que arranca o couro do trabalhador. Exemplo disto são as ameaças da GM, que mesmo sendo líder em vendas, resolve rebaixar direitos para continuar no país. Na mesma linha segue o governo, que para diminuir um rombo que não existe estuda um meio de adiar, ou até mesmo acabar, com a aposentadoria do brasileiro.

Cadê o respeito com o trabalhador? Lutamos muito até aqui para que nossos direitos sejam resumidos em migalhas. Não podemos fechar os olhos para o que está aí. Respeitar o trabalhar é fundamental, para isso acontecer só depender da gente. Temos que cobrar respeito a nossa vida, aos nossos direitos, ao nosso futuro.