FIQUE SÓCIO!
Gilberto Almazan
COMPARTILHAR

Vamos construir juntos a resistência contra o retrocesso

Por Gilberto Almazan - Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região 07 jun 2022

TAGS

Basta ir ao supermercado para constatar a disparada dos preços no Brasil. E a ida aos postos de combustíveis? Tem se tornando, para muitos, uma eterna conta de matemática. É a inflação batendo a porta de todos, afetando a vida dos brasileiros, mas é ainda mais perversa para os mais pobres.

Diante de um aumento de preços, por exemplo, corta-se o consumo de carne, que é substituída pelo frango, pelo ovo, pela salsicha. Nos últimos meses, teve até gente que trocou o gás de cozinha pela lenha e, o mais perigoso, por álcool. O caso foi bem próximo, em Osasco, e terminou com mãe e filho feridos.

Se antes a preocupação era conseguir a comida para colocar na panela, agora o problema também é o gás para cozinhá-la. Temos sentido na pele o retorno da carestia no Brasil que, em meio à inflação e com o rendimento médio do trabalhador em queda, tem criado mais dificuldades para os brasileiros bancarem suas necessidades básicas.

No Brasil, lidamos com uma inflação acima dos dois dígitos desde setembro do ano passado. Em abril, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) chegou a 12,13% em 12 meses, a maior medição para o período de um ano desde outubro de 2003 (13,98%).

Hoje, sem medo de errar, boa parte da população concentra os seus gastos no mercado, e nem sempre leva o que tinha planejado comprar. Precisamos mudar os rumos do nosso Brasil, construir juntos a resistência contra o retrocesso que já está posto. Para isso, eleger candidatos que priorizem a vida, o emprego e a renda dos trabalhadores é fundamental. Vamos juntos buscar o país que precisamos.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #Ed 8

Tradutor - Translator -Un Traductor