FIQUE SÓCIO!
Antonio Augusto Queiroz
COMPARTILHAR

Visões de mundo em disputa na eleição de 2018

Por Antonio Augusto Queiroz - Jornalista, consultor, analista político e diretor de Documentação do Diap. 19 jul 2018

Nas eleições gerais de 2018, o eleitor terá de optar por uma das três seguintes visões sobre o papel do Estado: o Estado de proteção social, o Estado liberal-fiscal e o Estado Penal.

A primeira visão pressupõe um Estado capaz de garantir diretamente ao cidadão bens e serviços, como acesso à saúde, educação e segurança gratuitas, e, via regulação, igualdade de oportunidades para que possa ascender econômica, cultural e socialmente.

A segunda visão (a liberal-fiscal) prima pela redução do Estado, tanto na prestação de serviços e exploração da atividade econômica, quanto na regulação da economia.

A terceira visão, do Estado Penal, representa a criminalização da pobreza, a negação da paz, da tolerância e da dignidade da pessoal humana. Representa o Estado policial que substitui a construção de escola pela construção de presídios.

O eleitor deve analisar o que representa cada uma dessas visões para sua vida e a de seus familiares. Debater a visão de mundo e as propostas dos candidatos e de seus grupos de apoio é fundamental para que o eleitor vote de forma consciente, o que pressupõe saber as vantagens e desvantagens de suas escolhas.