FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Quais medidas as fábricas devem adotar para prevenir os trabalhadores do Covid-19?

Por Auris Sousa | 08 maio 2020

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Sindicato tem orientado e cobrado as metalúrgicas de Osasco e região a adotar medidas para evitar que o coronavírus se espalhe, entre as ações adotadas, estão: cancelamento de eventos e viagens, disponibilizar álcool em gel em locais visíveis, bem como sabão para que os trabalhadores possam lavar as mãos e limpeza constante das áreas comuns.

Os números de casos não param de crescer em todo país, então, reforçar os cuidados para preservar a saúde dos trabalhadores é necessário. 

De acordo com Paulo Moura, diretor Clínico da Horus Medicina e responsável técnico pelo Serviço Médico do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, as empresas devem orientar os trabalhadores quanto às formas de transmissão, sintomas e precaução contra o coronavírus.

Caso algum trabalhador apresente um dos sintomas do covid-19, como tosse seca, febre e dificuldade para respirar, doutor Paulo orienta: “a empresa deve recomendar o trabalhador a ficar em casa e só retornar ao trabalho 24 horas depois do desaparecimento do sintoma”. O medico alerta que a mesma orientação vale àqueles trabalhadores que tiveram contato com alguém doente.

Casos dentro da fábrica

“Se um trabalhador for confirmado com covid-19, os outros trabalhadores devem ficar sabendo do caso para estarem atentos a eventuais sintomas”, explica o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Alamzan.

Se a pessoa infectada tiver tido contato com mais trabalhadores, o médico Paulo Moura recomenda o isolamento também destes trabalhadores. “Neste momento, todo cuidado é fundamental para evitarmos o contágio”, adverte.

O Sindicato ainda ressalta que liminar do STF (Supremo Tribunal Federal) reconhece que a Covid-19 como doença ocupacional. Isso significa que o patrão poderá ser responsável, caso coloque o trabalhador exposto a contaminação no local de trabalho.

“Qualquer irregularidade que o trabalhador perceber no local de trabalho, deve ser denunciada ao Sindicato”, orienta Almazan. O Sindicato tem vários canais para isso: WhatsApp (11) 9 6078-0209, e-mail: ouvidoria@sindmetal.org.br, telefones da sede e subsedes . Vale ressaltar que não é necessário se identificar. 

O que você pode fazer para evitar a transmissão: