FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Reforma dos militares pode ser aprovada sem ir ao plenário da Câmara

Por Cristiane Alves | 19 ago 2019

Diferente do que aconteceu com a reforma da Previdência que atinge a maioria dos trabalhadores, a mudança nas regras da aposentadorias dos militares pode não ser submetida ao crivo do conjunto dos deputados no plenário da Câmara dos Deputados. A tendência é que a comissão especial criada para analisar o projeto analise a questão de forma terminativa, ou seja, aprove e mande direto ao Senado, sem passar pelo plenário.

Essa é uma possibilidade garantida pelo regimento da Câmara, mas que é incompatível com a necessidade de discussão do tema com toda a sociedade. Afinal, o governo Bolsonaro disse que iria acabar com privilégios e que todos iriam ser tratados com igualdade. A desigualdade já começa ai.

Nesta terça-feira, 20, a comissão vai se reunir para discutir o plano de trabalho. Vamos ficar de olho e cobrar por todos os canais disponíveis para que a discussão seja ampla, pública e contemple o equilíbrio do sistema previdenciário, tão defendido pelo governo como argumento para convencer a população da necessidade da reforma da Previdência já aprovada, que aumenta o tempo de contribuição para 40 anos e arrocha o valor das aposentadorias. Será que vai acontecer o mesmo com os militares, base de apoio de Bolsonaro? Vamos fiscalizar.