FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Sindicato atua e Konecranes cancela trabalho terceirizado

Por Auris Sousa | 25 jun 2019

A Konecranes, em Cotia, tentou aderir o trabalho terceirizado temporário na produção. Assim que soube da intenção da empresa, o Sindicato entrou em ação e conseguiu barra-la. Isso significa mais direitos garantidos para os trabalhadores, uma vez que nesta modalidade de contrato o trabalhador não tem direito a Convenção Coletiva da categoria.  

Sindicato barra terceirização na Konicranes [Foto: Arquivo]

O contrato temporário ganhou força com a reforma trabalhista, em novembro 2017. Antes disso, a Convenção já proibia o contrato de trabalho terceirizado nas atividades fins. Isso porque esta modalidade, mesmo em caráter temporário, deixa o trabalhador totalmente desprotegido.

“Combatemos este tipo de atividade nas metalúrgicas que precariza a mão de obra e retira direitos. Temos que ficar de olho neste novo formato por causa da reforma trabalhista, que abre as empresas para terceirização e temporários porque senão a nossa categoria encolhe e os direitos também”, destaca o diretor Claudio Matos.

Vale ressaltar que o contrato de trabalho temporário pode acontecer nas metalúrgicas, desde que ele seja negociado com o Sindicato, que trabalha para que todos os direitos dos trabalhadores sejam respeitados e garantidos.

Leia também: