FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Sindicatos melhoram conteúdo da MP 936 aplicado a mais de 4 milhões de trabalhadores, diz Dieese

Por Auris Sousa | 06 maio 2020

Levantamento feito pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) mostra que, até agora, 4,41 milhões de trabalhadores tiveram alterações no local de trabalho, com base na MP (Medida Provisória) 936. O estudo também enfatiza que, em muitos casos, as entidades sindicais têm conseguido condições melhores para os trabalhadores.

Companheiros do grupo Elubel estão entre os metalúrgicos de Osasco e região que estão com os empregos e salários preservados durante a pandemia, graças ao acordo coletivo

Entre as várias medidas implementadas, de acordo o Dieese, estão normas de prevenção e higiene, para combater a propagação da Covid-19 no ambiente de trabalho e fornecimento de EPIs; afastamento de trabalhadores que fazem parte do grupos de risco das atividades presenciais; concessão de férias coletivas; redução de jornada com pagamento de forma escalonada e “reposição total do salário líquido mensal e/ou garantia do pagamento de piso mínimo”; garantia de estabilidade; preservação de benefícios.

Até agora, 68,8% das negociações acompanhadas pelo Dieese se concentra na região Sudeste.

O Sindicato faz parte das entidades que não tem medidos esforços para preservar a saúde, empregos e rendas dos metalúrgicos de Osasco e região. Os acordos já beneficiam diversos trabalhadores entre eles os que trabalham no grupo Elubel, Aplic, Wap Metal, Belgo, Croni, Sthal, Spaal, Cecil, Sçao Raphael. Em muitos casos, por meio da negociação, tem conquistado a suspensão de demissões

Clique aqui e acesse o levantamento feito pelo Dieese.

Leia também: