FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

Metalúrgicos da Rossini estão em greve por PLR e mais segurança

Por Auris Sousa | 27 out 2020

Sem propostas por parte da empresa, os companheiros da Rossini Murta aprovaram nesta terça-feira, 27, a continuidade da greve, que teve início nesta segunda, 26. Os companheiros reivindicam PLR, condições melhores de saúde e segurança, e a implantação de um plano de cargos e salários.

Greve na Rossini é para que a empresa atenda a pauta de reivindicações dos trabalhadores

Na semana passada, os trabalhadores já haviam reforçado a mobilização e estipulado um prazo para a empresa fazer propostas. Mas, até o momento, a empresa não se manifestou.

O diretor do Sindicato Carlos Eduardo, o Garrafa, disse que os trabalhadores estão seguros de suas reivindicações.

Greve na Rossini teve início na segunda-feira, 26

“Na parte econômica, entendem que o momento é complicado, mas não exigem nada além do que é de direito deles. Na área social, saúde e segurança, eles exigem um ambiente seguro para desenvolver suas atividades profissionais tranquilamente”, explica Garrafa.

O diretor Everaldo dos Santos explica que, quando foi preciso, os companheiros da Rossini sacrificaram uma parte de seus salários, com a redução da jornada. “Agora, com a produção normalizada, é hora de terem suas reivindicações atendidas”, destaca.

Leia também:

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #13

Tradutor - Translator -Un Traductor