FIQUE SÓCIO!
Notícias
COMPARTILHAR

OMS considera estado de SP área de risco para transmissão da febre amarela

Por Auris Sousa | 18 jan 2018

A OMS (Organização Mundial da Saúde) passou a classificar na terça-feira, 16, todo o estado de São Paulo como área de risco de transmissão de febre amarela. Com isso, recomenda que toda pessoa que pretenda viajar para qualquer ponto do estado, partindo de dentro do Brasil ou de outros países, tome a vacina contra a febre amarela com dez dias de antecedência.

Devido ao aumento dos casos de pessoas que contraíram a febre amarela em todo o estado, diversos postos da região de Osasco passaram a oferecer a vacina contra a doença de forma preventiva

A entidade informa ainda que a avaliação é um processo permanente e que pode vir a indicar novas áreas de risco no país. A doença é grave, e não pode ser ignorada. Suas primeiras manifestações são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A forma mais grave da doença pode provocar insuficiências hepática e renal, icterícia (olhos e pele amarelados), manifestações hemorrágicas e cansaço intenso.

Transmissão – A febre amarela é transmitida exclusivamente por mosquitos em áreas urbanas (Aedes aegypti – o mesmo da dengue) pelo e silvestres (Haemagogus). Além do homem, a infecção pelo vírus também pode acometer outros seres, como os macacos. Mas isso não significa que o animal transmite a doença. Na verdade, ele alerta a população para a presença da doença num determinado local. Logo, quem é o vilão desta história é unicamente o mosquito.

Prevenção – Como a transmissão só é possível através da picada de mosquitos, a população deve evitar a disseminação deles. Por isso é importante evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados. Além disso, devem ser tomadas medidas de proteção individual, como a vacinação contra a febre amarela. Outras medidas preventivas são o uso de repelente de insetos, mosquiteiros e roupas que cubram todo o corpo.

Vacinação – Devido ao aumento dos casos de pessoas que contraíram a febre amarela em todo o estado, diversos postos da região de Osasco passaram a oferecer a vacina contra a doença de forma preventiva. No entanto, a procura tem sido maior que as doses ofertadas, e a espera para ser vacinado tem ultrapassado horas. Mas todo cidadão tem direito de ser imunizado gratuitamente, por isso cada um deve cobrar que providencias sejam tomadas. Para isso, entre em contato com a secretaria de saúde da sua cidade e faça as devidas cobranças.

Clique aqui e veja alguns locais da região que participam da vacinação.

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #13

Tradutor - Translator -Un Traductor