FIQUE SÓCIO!
Campanha Salarial 2020
COMPARTILHAR

Sindicato intensifica mobilização nas fábricas; luta é para garantir reivindicações

Por Auris Sousa | 04 nov 2020

Mesmo com a semana curta, os sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo vão enfrentar duras negociações. Exemplo disso é a negociação que aconteceu na terça-feira, 3, com o Grupo 3 (autopeças, forjarias e parafusos), que insiste em enfraquecer a Convenção Coletiva da categoria.

Diretor Garrafa e Secretário-geral, Gilberto Almazan, participaram das negociações com o setor de autopeças

Para combater fortemente as propostas de retirada de direitos, o Sindicato vai manter firme a mobilização dos metalúrgicos de Osasco e região. A exemplo das semanas anteriores, diariamente serão realizadas assembleias.

Companheiros da Thorco estão organizados pela pauta de reivindicações

“A nossa luta é para não rebaixar direitos da Convenção Coletiva que estão em cláusulas referentes a estabilidade no emprego e proibição da terceirização na atividade fim”, reforça o secretário-geral do Sindicato, Gilberto Almazan, eleito à presidente da entidade para o próximo mandato.

Companheiros da Univel também estão entre os trabalhadores que reforçaram a organização por uma campanha salarial vitoriosa

A luta também é para que uma proposta seja feita o quanto antes para ser colocada em votação até o dia 13 de novembro. 

Cenário das Negociações até setembro

Um estudo realizado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos), divulgado em outubro, mostrou o resultado da resistência dos trabalhadores.  A pesquisa analisou 5.947 reajustes salariais de categorias com data-base entre janeiro e setembro de 2020.

Os dados mostram que cerca de 42,2% dos reajustes resultaram em aumentos reais aos salários, 30,04% em acréscimos iguais à inflação e 27,5% em perdas reais, com base na variação inflacionária desde o último reajuste de cada categoria pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A variação real média dos salários em 2020 é ligeiramente negativa: – 0,06%.

Leia também:

Jornal Visão Trabalhista EDIÇÃO #10

Tradutor - Translator -Un Traductor